09 dez

Roma, Google Earth e a agricultura urbana

South-Rome-City-FarmA agricultura urbana (AU) tem sido responsável por numerosos efeitos positivos nas cidades, como o acesso a alimentos frescos, agro-biodiversidade e por contribuir para a melhoria das relações sociais e culturais. Como em muitas outras regiões, as atividades agrícolas urbanas estão se espalhando na cidade de Roma, mas poucas tentativas foram feitas para inventariar as áreas de AU (por exemplo, hortas comunitárias, jardins residenciais, jardins, hortas escolares informais, fazendas urbanas, etc.) Algumas tentativas de mapeamento têm sido realizadas, mas até o momento todas se ressentem da falta de uma metodologia sólida que permita gerar um inventário completo.
Pesquisadores do Instituto Nacional de Economia Agrícola (INEA) desenvolveram recentemente uma metodologia para mapear parcelas cultivadas de terreno na cidade, apoiada por fotointerpretação, aproveitando as características de serviços de mapeamento da web, como o Google Earth, Google Maps e Microsoft Bing Maps. O Google Earth tem sido usado como ferramenta básica para a interpretação visual e digitalização poligonal, enquanto outros serviços tiveram suas características adicionais utilizadas para apoiar a detecção de parcelas cultivadas (por exemplo, a visão oblíqua do Microsoft Bing Maps).

O resto do texto de Flavio Lupia, publicado no site Sustainable Cities Collective, pode ser encontrado neste endereço: http://sustainablecitiescollective.com/big-city/1019961/how-google-earth-helping-create-urban-agriculture-inventory-rome?utm_source=hootsuite&utm_medium=twitter&utm_campaign=hootsuite_tweets.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.