30 ago

Mudar o mundo a partir das cidades – parte 3 de 5

Teoria U -2

Chegou a hora da terceira sugestão apresentada no livro “Mudar o mundo a partir das cidades: a busca pela sociedade 4.0, de Adriana Silva.

Na verdade, essa ideia é a quarta presente no livro. A terceira (que deveria estar neste post) tem a ver com o papel que as universidades podem representar no processo de criação de cidades melhores. No entanto, optei por inverter a ordem original das sugestões que estão no livro por causa de uma iniciativa do curso de Arquitetura e Urbanismo da Uniseb Ribeirão Preto, que tem ligação com a proposta apresentada por Adriana Silva na sua publicação.

Nesta proposta, a autora fala da relação entre uma cidade melhor e o empreendedorismo social. A sugestão segue abaixo. Boa leitura.

 

“Ideia 4 de Rede de Cooperação – Empreendedorismo social”

Em total consonância com as propostas apresentadas pela sociedade 4.0 (veja imagem acima), o fortalecimento do empreendedorismo social se apresenta como uma alternativa absolutamente viável para a formação de redes de cooperação, especialmente para a condução do pacto por um futuro feliz.

leiamais O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) tem uma definição bastante clara e elucidativa sobre o que são os negócios sociais. Ela pode ser acessada neste endereço: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/sebraeaz/O-que-s%C3%A3o-neg%C3%B3cios-sociais

A iniciativa pode ser incentivada pelo governo de diversas maneiras e executada pela sociedade. Obviamente nenhuma liderança política fomentará opositores, mas as questões podem ser legalmente postas.

Por outro lado, o empreendedorismo social pode receber apoio de iniciativas privadas, já que ao propor um pacto, este segmento também está concebido como parte ou membro da pactuação.

Assim como hoje existem muitas iniciativas vinculadas ao empreendedorismo social que atuam na área educacional, ambiental, cultural, entre outras, poderiam ser especialmente criados projetos para condução de um pacto na dimensão do que segue descrito neste livro.


 

 

Feedback O que você achou deste artigo? Mande a sua opinião para ideia@umacidade.com.br ou use o formulário de comentários abaixo. Obrigado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.